05 DICAS PARA GARIMPAR EM BRECHÓS


Por muito tempo a palavra brechó foi usada para descrever uma loja cheia de roupas usadas, cheiro de mofo e pouca qualidade. Mas com toda essa mudança positiva que a gente vem sentindo na moda, o preconceito com estes locais também tem diminuído. 

Fora do Brasil eles estão por todos os lados, em diferentes tamanhos e estilos. Por aqui, principalmente em grandes cidades como São Paulo, Rio e Curitiba também não deixam a desejar. 

Muito em breve vou listar alguns locais para que possam conhecer pessoalmente e quebrar o "tabu interno" sobre esta maneira de consumir moda.

Mas não é porque estamos falando em comprar peças usadas e com valores mais em conta que precisamos comprar como se não houvesse amanhã. Pensando nisso, listei 05 passos para ajudar a garimpar em um brechó.

1 - Tenha consciência 

Estamos em um brechó, mas não precisamos esquecer sobre o consumo desnecessário. Muitas vezes o preço amigo pode nos deixar meio "emocionadas", mas é só lembrar das dicas sobre consumo consciente (relembre aqui) que já acalmamos rapidinho. 

2 - Vá com paciência e tempo
Assim como qualquer loja, é preciso ter tempo para olhar, experimentar, pensar antes de agir. O tempo, assim como a paciência são ótimos aliados para evitar uma compra por impulso. 

Olhamos tudo com calma, pegamos as peças nas mãos, sentimos o toque do tecido, lembramos de outras roupas que temos em casa, tudo com a tranquilidade de quem tem certeza de estar consumindo de maneira correta, evitando a culpa de mais uma compra por impulso. 

3 - Preste atenção em todos os detalhes
É válido virar a peça do avesso, conferir se a costura está bem feita, se possui alguma mancha, se está com todos os botões. Importante também pensar na qualidade, na cor, na modelagem e se nos favorece. Podemos separar todas as peças que gostamos primeiro e depois fazer um processo de "triagem", analisando com calma e cuidado peça por peça. 

4 - Pequenos ajustes podem valer a pena
Se amamos, prestamos atenção aos detalhes, o preço está incrível e percebemos que a tal peça ficaria ótima com diversas outras que já temos em casa, é hora de repensar sobre pequenos ajustes.

Se forem pequenas mudanças e constatarmos que podemos fazer sozinhas, ou levar em uma costureira de confiança, não é preciso pensar duas vezes. São pequenos detalhes que tornam a roupa perfeita. Muitas vezes é somente a falta de um botão, um zíper,  ajuste de barra, aperto na cintura ou o comprimento que pode ser encurtado. 

5 - Experimente sempre
Esta é uma dica para a vida. Independente de qualquer loja, sempre que possível experimentar a peça. Isso evita muitas roupas esquecidas dentro do armário. 

Se o brechó tiver um provador (a maioria tem), é válido depois da triagem das peças que combinam com o nosso estilo, levarmos todas até lá e conferirmos as modelagens e detalhes no corpo. 

Qualquer garimpo é um exercício de autoconhecimento, de amor próprio e de compra consciente. 
É preciso ter foco e maturidade.  É um ótimo lugar para trabalhar valores e virtudes como a paciência. Quebrar paradigmas e conflitos internos, além de ver sobre o potencial das peças que estamos levando para a casa na prática. 
Lembrando que muitas vezes elas não combinam entre si na hora que estamos garimpando, mas nos fazem pensar em outras que temos em casa e aí sim conseguimos coordenar looks incríveis e únicos, ajudando não só o nosso bolso, como esse planeta enorme em que vivemos ;)

4 comentários